Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!

Chegou a hora do sorvete
Já mandei um bilhete
Para eterna amada amante
Que usa o anel que eu dei
Fui eu mesmo que lapidei
Aquele bruto diamante

Com a língua que Deus me deu
Foi a Sofia que me vendeu
Aquela mesma da novela
Que passa no horário das nove
As vezes o destino promove
O encontro da loira mais bela

Que brotou no meu quintal
E que na véspera do natal
Selamento sem perdão
A loira é um broto em flor
Onde fala mais alto o amor
Mergulharemos num poço de paixão!

Escrito as 15::25 hrs., de 02/12/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 4

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço