Quanta mania você tem
Que eu chamo e tu não vem
Eu fico louco da vida
Não sai da frente dessa teve
E eu querendo você
Que é minha pinga, minha bebida

Meu aperitivo requintado
Porque que, sou apaixonado
Por alguém que não me quer
Eu sou um louco pão com banha
Mas não resisto a sanha
Que tenho por essa mulher

Então, o que é que eu faço
Pra ganhar aquele abraço
Que não se abre pra mim
E quando insisto, me xinga
Prefiro veneno na pinga
Sem ela será meu fim!

Escrito as 16:59 hrs., de 05/09/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 1

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor

cod banco 001
Ag 3567-X
C\C 385077
Favorecido Marcio Marcelo do Nascimento Sena
CPF 248.914.048-50 .

Obras que indicamos

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço