E por falar em sereias
Eu vou pisando sobre areias
Até chegar lá na beirinha
Do lago chamado oceano
Eu venho aqui a cada ano
Pra uma mergulhadinha

A sereia estava esperando
Ao sol forte se bronzeando
Pediu-me que passasse bronzeador
Eu a levantei do solo
E a carreguei no colo
Trocando juras amor

Eu sou chamado botão
Porque nasci pra ser grandão
Sou o tal que cuida das sereias
Por todas as fontes d’águas
Faço com amor e sem mágoas
Vigiando os rios e as areias!

Escrito as 17:23 hrs., de 08/04/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço