Será o amarelo dos girassóis
Ou o metal torto dos anzóis
Que encanta minha vida?
Ou serei sempre um bobo alegre
E por favor não me negue
A manhã orvalhada e colorida

Então vamos colher flores
Na volta sentir os sabores
Das tigelas cheias de frutas
Depois agradecer ajoelhados
Por sermos eternos apaixonados
Beijaremos santos nas grutas

Na volta olharemos o grande mar
De mãos dadas a passear
Você é pura e me fascina
Agradeço de coração a Deus
Por tê-la nos braços meus
Num amor que nunca termina!

Escrito as 08:59 hrs., de 15/05/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 1

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Anuncie seu Livro aqui - Clik na imagem da capa

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço