Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!


Aquele barquinho distante Numa noite de quarto minguante Balançando nas ondas do mar Nele eu navego em pensamentos Descarregando os meus tormentos Sem ter pressa de atracar No porto da felicidade Mas com desejos de eternidade Nos braços da tenra paixão Sinto-me atolado no mangue Pelo amor que brota no sangue Com a força de um vulcão Esse é o poema que proponho Coisa que brota do sonho De um eterno bom viver Nos braços da mulher amada Numa noite enluarada Depois das lambusas do prazer Escrito as 20:29 hrs., de 21/08/2018 por Nelson Ricardo Ávila

Exibições: 23

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2019   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

\uascript type="text/javascript">\udvar pageTracker = _gat._getTracker("UA-4958259-1");\udpageTracker._initData();\udpageTracker._trackPageview();\ud \ua!-- Add Message to Profile Pages --> \uascript type="text/javascript">\udx$(document).ready(function() {\udx$(".xg_widget_profiles_profile_show .xg_2col h1").after('\uadiv style="font-size:12px; background-color:#FFffFF; color:#000000; margin-top:15px; margin-bottom:15px; border:1px #333333 solid; padding:5px;" class="xg_module">\ua
\ua \ua
\ua/div>');});