Eu sou um cara eclético
Que no meu mundo poético
Me torno meio esquisito
Talvez eu seja um louco
De loucura tenho sim um pouco
Porque pra mim o mundo é um mito

Ninguém desvenda o mundo
Por mais mergulho profundo
Que alguém possa ter mergulhado
Mas o que interessa é viver
Provar o sabor do prazer
Estar sempre apaixonado

Por tudo que nos rodeia
A sopa quente da ceia
O sorriso aberto da morena
Que acena da janela
A vida é mais do que bela
O verdadeiro e eterno poema!

Escrito as 14:49 hrs., de 15/03/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço