Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!

Na noite reclamo
Do frio de escândalos!
Aonde meu corpo gela,
Petrificando o chão que piso!
Me estranho!
Com os sons do vento
Com o ambiente escuro
Como lapide vazia!
Me estranho!
Quando ando pelas ruas,
Vou a destino inimaginável,
A longa distância...
Totalmente inerte a resistências...
Deslizo no chão que criei quando nele pisei!
Chego ao fim de uma rua!
Ouvi gritos de dor,
Clamor...
Sai correndo em lutas internas
Tentando aquecer meu corpo gelado,
Como sair de tudo isso?
Diga-me faróis sem cor?
Onde está a luz do ontem?
Me estranho!
Tentando me recompor
De uma noite assombrosa,
Que deixo em trágicas marcas
Meus passos do ontem,
Vendo como agora sou!

San Alax

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço