Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!


Barquinho folha de papel
Condução que não tem tropel
Flutuando suavemente n’água
Lá vou eu no barco imaginário
Registrando tudo no meu diário
Na mala não carrego mágoa

Mas orgulho de ser feliz
Letras que o coração diz
Que nasci pra ser amado
No mundo da imaginação
Caí na rede da paixão
E acabo de ser devorado

Pela loba lábios de mel
Dona do barquinho de papel
Doce chá de flores de anis
Eu que sou o lobo das cavernas
Fui pego numa chave de pernas
Pergunto se tenho culpa de ser feliz?

Escrito as 21:05 hrs., de 16/05/2018 por
Nelson Ricardo Ávila

Exibições: 5

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço