La donde cresce La palma
Peço que me ouça com calma
Sobre tudo que vou dizer
Presa está em meu coração
Uma enorme mancha de paixão
E que só tende a crescer

Por aquela linda cubana
Que foi mais de uma semana
Que a gente por de mais se amou
E foi lá em Guantanamera
Na sombra fresca da paineira
Que a pomba branca piou

Das garras dos traidores
Deixei um rastro de flores
Fugindo pelo oceano a nado
Adeus pra sempre Guantanamera
Adeus cubana alem fronteira
Te deixo de coração despedaçado!

Escrito as 18:07 hrs., de 06/04/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço