Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!


A gata que arranha meu corpo
Dando-me um certo desconforto
Com suas unhas compridas
Os meus pobres olhos turvas
E eu me perco nas belas curvas
De tantas estradas coloridas

Parece um mapa rodoviário
Registro no meu diário
Os acontecimentos de nós dois
No fofo colchão de espuma
Amando sem culpa nenhuma
A preguiça e o sono depois

Nos faz desfalecer abraçados
Depois dos atos consumados
O que vale mesmo é o sentimento
Conforme a razão condiz
Num viver terno e feliz
Esperando a lua noite a dentro!

Escrito as 13:20 hrs., de 03/05/2018 por
Nelson Ricardo Ávila

Exibições: 4

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

Contribua com o site doando qualquer valor

cod banco 001
Ag 3567-X
C\C 385077
Favorecido Marcio Marcelo do Nascimento Sena
CPF 248.914.048-50 .

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço