Olha mais que coisa louca
Beleza nela é pouca
É tudo isso e mais um pouco
Quando ela passa na rua
Brilhando a luz da lua
Eu fico quase louco

Babando que nem babaca
Coração bate matraca
Querendo pular do peito
Se cair a calça que caia
O vento bate e levanta a saia
Deixando a gente sem jeito

Já foi minha namorada
Meu luar da madrugada
Aquele docinho de ia iá
Foi numa noite de passagem
Então eu trouce na bagagem
Das ruas da Ilha de Paquetá!

Escrito as 19:31 hrs., de 09/03/2017 por
Nelson Ricardo

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço