Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!

O NAVIO!

Majestoso, indiferente,
singrando os mares,
lá se vai o gigante.
De rota certa para um porto segue.
As ondas lhe ofertam ramalhetes,
de branca espuma...
Acariciam com amor,
seu corpo já coberto de ferrugem,
a marca que o tempo lhe imprimiu
e que o mar oferta sempre,
aos que os caminhos,
em seus braços buscam.
Mas o gigante,
indiferente segue
tentando em vão se libertar.
Mas sempre que chega ao seu destino,
lança lamentos de saudades,
dos ramalhetes e carícias de amor!

Alvaro Sertano.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Exibições: 203

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes


Autor
Comentário de Roberto Lima em 20 abril 2010 às 19:15
ROSA EDNA, QUERIDA.
QUERO COMPARTILHAR COM VOCÊ A ALEGRIA DE ENCONTRAR ALGUÉM QUE CONHEÇA ESSA CANÇÃO.
MINHA MÃEZINHA CANTAVA PRA EU E MEUS IRMÃOS NO EMBALO DA REDE E DOS SONHOS DE CRIANÇA DO INTERIOR.
JÁ PERGUNTEI AO MEU AMIGO E COMPANHEIRO DE GRUPO IMBAÚBA, CELDO BRAGA, MAS ELE NUNCA OUVIU TAL MÚSICA.
SE VOCÊ SOUBER DA AUTORIA DA MESMA, POR FAVOR ME DIGA POIS ANTES DE MINHA MÃE "CRUZAR O RIO", QUERO GRAVÁ-LA COMO PROVA DE NUNCA ESQUECÍ DOS MOMENTOS RAROS E MÁGICOS QUE É SER EMBALADO AO SOM DA VOZ DA MÃEZINHA CANTANDO SOBRE O NOSSO RIO-MAR.
GRATO, ROBERTO LIMA

Autor
Comentário de Rosa Edna Bulcão em 4 março 2010 às 16:02
Amei Alvaro esta tua poesia, lembrou-me a música que se refere ao majestoso rio amazonas, aprendi quando criança e nunca mais esqueci. Diz assim, "Majestoso imenso, sobre a luz do luar, vai correndo sereno , o rio amazonas, o rio mar......... a singrar suas águas a canoa vai..... o canoeiro contempla feliz a tarde que cai ..." voltei a minha infância, legal boa lembrança vc me deu, rsrsr, beijos

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço