Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!


Não estou pegando nada
A não ser o pó da estrada
Ônibus por aqui não passa
Não vejo ninguém sorrindo
Porem tropeçando estou indo
Já que ninguém me abraça

Esta é a estrada da decadência
Sinto que estou na eminência
De cair no despenhadeiro
Aí não sei no que vai dar
Mas eu não quero abandonar
Porque cheguei primeiro

Vou pra fila do bom senso
Porque é isso que eu penso
E nisso aí eu vou fundo
No mergulho da sorte
Porque ainda me sinto forte
Sou a fortaleza do mundo

Escrito as 16:18 hrs., de 06/04/2018 por
Nelson Ricardo Ávila

Exibições: 18

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço