Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!

Eu chego bem de vagarinho
Pra tomar aquele chazinho
No balcão da lanchonete
No momento que a água ferve
A dondoca do buteco serve
Um chá bem quente com omelete

Piscando o olho pra mim
Mulher de beleza sem fim
Que também atende pra fora
Ao gosto que o freges quer
E a onde a gente estiver
Que pode ser a qualquer hora

Acho que vou entrar de sócio
Poder mexer no negócio
Da dondoca do buteco
Quando está perto de mim
Com seu perfume de jasmim
Que chega me dar um treco!

Escrito as 10:12 hrs., de 19/09/2018 por
Nelson Ricardo Ávila

Exibições: 19

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2019   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

\uascript type="text/javascript">\udvar pageTracker = _gat._getTracker("UA-4958259-1");\udpageTracker._initData();\udpageTracker._trackPageview();\ud \ua!-- Add Message to Profile Pages --> \uascript type="text/javascript">\udx$(document).ready(function() {\udx$(".xg_widget_profiles_profile_show .xg_2col h1").after('\uadiv style="font-size:12px; background-color:#FFffFF; color:#000000; margin-top:15px; margin-bottom:15px; border:1px #333333 solid; padding:5px;" class="xg_module">\ua
\ua \ua
\ua/div>');});