Tela de Gustav Klimt


Dancei toda à noite
Um caminho de amor,
Um tango de perfume
De aroma e de luar.
Atei-me em seu corpo,
Remexi os seus segredos,
Ouvi juras e lamentos
Desatei-me de tormentos.

Onde o escondido é mais fundo,
Ouvi passos no crepúsculo,
Relâmpagos de lume
A brilhar no meu compasso.

Debruçamo-nos num rio
De doçuras e artimanhas,
E o segredo mais profundo
Do átrio de nossa loucura,
Anunciamos um lastro de espasmo,
Que gritava nas entranhas.

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço