Blog de NELSON RICARDO (3,266)

UMA MÚSICA DE PAIXÃO

Toca uma música de paixão

Faz-me voar na ilusão

É nisso que estou pensando

Sem poder voltar ao passado

Mesmo assim sou conformado

Nesta tela digitando

A imaginação de um poeta

Seguindo a rima direta

E sem errar o compasso

Mais um poema eu almejo

Na…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 22 abril 2017 às 21:17 — Sem comentários

SONHO DE LUZ

Eu sei que está muito quente

É que de repente

A gente se entusiasmou

Com o seu perfumo de flor

E nossos amassos de amor

Uma paixão mútua brotou

Nenhum de nós somos culpados

É que nascemos predestinados

A nos amar eternamente

Penso em você de noite e dia

Na…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 22 abril 2017 às 15:21 — Sem comentários

A MÚSICA DOS TEMPOS

Se ouço a música dos tempos

Aquela que leva pelos ventos

Para pousar nos ouvidos orientais

Através dela eu envio sentimentos

E vou apagando tormentos

Ficando as cinzas ocidentais

Posso até chorar de saudade

Dos tempos em que a felicidade

Morava o meu…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 22 abril 2017 às 11:52 — Sem comentários

MEU LINDO CACHORRÃO

E eu entro assim cantando

E na letra venho citando

O teu nome que sai da boca

E flutua pelos ares

Venha para cá me contares

Essa sua atitude tão louca

De pular no meu pescoço

Durante todo o alvoroço

Gritando que me ama

E levando-me para a…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 21 abril 2017 às 17:40 — Sem comentários

COMO PANDORGAS AO VENTO

É assim que eu gosto

No marasmo não aposto

Prefiro coisas pra cima

Como pandorgas ao vento

O que envelhece ao tempo

E o frescor da neblina

Olhando as ondas do mar

E quem sabe namorar

Com a pessoa que se ama

É tudo isso que eu quero

E tudo mais…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 20 abril 2017 às 19:16 — Sem comentários

DEPOIS DE LONGA JORNADA

Chegando assim bem cansado

E um tanto quanto acabrunhado

Deixando o pó da estrada

Para a cadeira de balanço

Pra ter o merecido descanso

Depois de longa jornada

De a pé, de navio ou de avião

Ainda ouço a canção

De Londres ou Nova Yorque

De setenta anos…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 20 abril 2017 às 16:15 — Sem comentários

AO ENCONTRO DO REI

Mais uma vez

Se aproxima o fim do mês

Os dias passam correndo

Quando menos se espera

Então o ano já era

E nos todos envelhecendo

É ou não é verdade

Digamos que a felicidade

Esteja no final da linha

Para quem for merecedor

Entrará no mundo de…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 19 abril 2017 às 21:20 — Sem comentários

VAMOS EMBORA TETÉIA

Vamos embora tetéia

Abandona essa platéia

E venha virar uma artista

Pra dançar no meu pedaço

Primeiro me dê um abraço

E um sorriso de otimista

Embarque aqui na minha asa

Pra conhecer minha casa

E ser a rainha dela

Te escolhi na multidão

És minha…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 19 abril 2017 às 11:21 — Sem comentários

AS TRISTEZAS PRAS COCUNHAS

As tristezas pras cocunhas

À pouco cortei as unhas

Água do banho com perfumes

Pois vou ver a namorada

Que está sempre ornamentada

Deus me livre dos ciúmes

Confiança em primeiro lugar

Eu preciso me preparar

Pra pedi-la em casamento

Quero sair da…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 18 abril 2017 às 21:35 — Sem comentários

NESSES DIAS DE OUTONO

Nesses dias de outono

Perco noites de sono

Só olhando pra você

Por de baixo do edredom

Meu amor comendo bombom

Enquanto eu vejo teve

O filme da madrugada

E na manhã orvalhada

Você me chama de benzinho

Então se senta no meu colo

E é claro que não me…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 18 abril 2017 às 15:46 — Sem comentários

A MAGIA DE TUDO

Quando são dez e três

Se encaminhando para o fim do mês

Estou pensando no outrora

De como o tempo corre

Tudo nasce e tudo morre

O nosso futuro é agora

Viver o momento presente

Admirando ao sol nascente

E o por do sol com certeza

O luar da noite é belo

E…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 18 abril 2017 às 11:25 — Sem comentários

A MAGIA DE TUDO

Quando são dez e três

Se encaminhando para o fim do mês

Estou pensando no outrora

De como o tempo corre

Tudo nasce e tudo morre

O nosso futuro é agora

Viver o momento presente

Admirando ao sol nascente

E o por do sol com certeza

O luar da noite é belo

E…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 18 abril 2017 às 11:24 — Sem comentários

NO QUEIMAR DO PAVIO

Resolvido o meu problema

Vou escrever um poema

Não estou mais angustiado

Computador se atualizando

E eu me estressando

Mais agora conformado

Tudo voltou ao normal

A esfera universal

Me mandou ficar tranqüilo

A vida segue seu curso

Logo mais descansa…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 17 abril 2017 às 21:40 — Sem comentários

A LUZ DO CANDELABRO

E aí a coisa se ascendeu

E todo mundo percebeu

Que era a luz do candelabro

Me ofereceram pipoca

Comi dois amor carioca

E então meu peito eu abro

Pra amiga sentada meu lado

Porque fiquei apaixonado

E enamorado fiquei

Os olhinhos dela piscando

E eu já…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 16 abril 2017 às 16:34 — Sem comentários

NA NOITE DOS CASAIS

Eu quero dançar sim senhor

E sentir o calor

Do sacudir de uma canção

Agora são quinze e trinta e dois

Eu te ligo depois

Te dizendo sim ou não

Se vai ter baile logo mais

Na noite dos casais

E também dos desocupados

Vou vestir meu terno branco

Lá pelas…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 15 abril 2017 às 17:09 — Sem comentários

UMA NOITE DE SERESTA

Quem sabe uma noite seresteira

De baixo de um pé de figueira

Com aquele violão tentador

Depois de um dia de cansaço

Queria te dar um abraço

E de chamar de meu amor

A grande lua está cheia

Convidando pra ceia

O outro nome do jantar

Iluminado por…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 15 abril 2017 às 12:34 — Sem comentários

QUASE UM SÉCULO

Quase um século se indo

E tudo na vida sumindo

Tantas coisas que eu errei

Como um gato estirado no chão

Sobrevivi em cada trovão

Graças a deus nunca despenquei

No despenhadeiro da vida

Sempre procurando uma saída

Nas asas de uma ave de rapina

E foi nessa que…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 13 abril 2017 às 17:03 — Sem comentários

AQUELE TRIANGULO

Estou começando ficar com fome

Quando a manhã simplesmente some

Anunciando mais um meio dia

Corre o tempo e corre o mundo

Eu me jogo indo até o fundo

Pra me desfazer da agonia

Que entristece a semana inteira

E eu ponho tudo numa peneira

O que é farelo vai…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 13 abril 2017 às 12:47 — Sem comentários

VAMOS A BAILAR

E vamos começar de novo

Falando alto a esse povo

Do imenso prazer de voltar

Recitado meus versos heridos

Derretendo el carmim incendido

Vienga, vamos a bailar

Que a noite promete ser boena

Fundir-me nos braços dessa morena

Que está me olhando sem jeito

Que…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 12 abril 2017 às 17:26 — Sem comentários

A SANTA AMADA POESIA

Rapadurinha de amendoim

Garrafa d’água, TIM TIM

E viva a sombra minha gente

Eu sou o poeta do amor

Um praticante de escritor

Cheguei da rua ofegante

Vi um passarinho na praça

Todo feliz cheio de graça

Tonalidade cor marrom

O tempo por hoje não…

Leia Mais

Adicionado por NELSON RICARDO em 11 abril 2017 às 16:53 — Sem comentários

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço