Autor
Rita de Cássia Encinas
  • Feminino
  • São Bernardo do Campo - SP
  • Brasil
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Grupos (2)
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Fãs do trabalho de Rita de Cássia Encinas

  • mirna ms cardoso
  • salete josefi
  • Radyr Gonçalves
  • José Luiz da Luz
  • soninha porto
  • Marcio Marcelo do Nasc.Sena

Grupos de Rita de Cássia Encinas

Presentes recebidos

Presente

Rita de Cássia Encinas ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Rita de Cássia Encinas

Informações do Perfil

O que o motivou a criar sua pagina ?
amor pela poesia

Assim, como a Lua

Eu sou como a Lua Cheia de alegria de viver
De vontade de estar mais perto
De iluminar amores
Quando trocam-se promessas...
Vou minguando aos poucos e percebo
que paixões se vão
porque são efêmeras
Se não fossem, seriam Amor
Mas, enquanto vivemos uma paixão
Ah, como é bom...

Então me renovo
Me tornando Nova
Passando a limpo sentimentos
Que em certos momentos
Estiveram em lugares trocados
Nem por isso deixaram de ser sinceros

Enfim Cresço
Entendo porque nenhuma paixão é em vão,
só acrescentaao coração emoções
que em algum momento
Teríamos que sentir
Pra nos tornar completos...
Assim, como a Lua Cheia!

Rita Encinas

Rita Encinas
http://versosencinados.blogspot.com/
(visite)

Caixa de Recados (2 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Às 19:13 em 19 janeiro 2011,
Autor
José Luiz da Luz
disse...

Boa semente

 

Vi a dor marcar em faces de amarguras,

longos dramas invisíveis de torturas.

Que ostenta uma taça estranha e desvairada,

transbordante de fel, e de espinho ornada.

 

Vi chorar a carne e o espírito alquebrados   

pelos espinhos do caminho apontados.

Porque há sementes que germinam fobias,

regadas às lágrimas em noites frias.

 

Na alma a dor chega irônica e transtornada,

com o sabor de semente envenenada.

E floresce a flor mal cheirosa e pungida,

inebriando os sonhos e ofuscando a vida.

 

A dor é astuta e diz: - “Cala-te imolado,

que é azedo o fruto do próprio pecado”.

Mas há sementes que dão frutos saudáveis:

Sementes de luz, de frutos infindáveis.

 

A luz é a lógica da terra fecunda,

à semente impura morrer infecunda.

que dissipa as trevas nas faces de dor,

e vem do alto infinito em preces de amor.

 

       Mesmo a fé sendo a semente de mostarda.

       Mesmo pequena, mas é o que Deus aguarda.

       Poderá mover as montanhas que advém,

       e fazer vingar a semente do bem.

 

Às 12:03 em 1 setembro 2009, Marcio Marcelo do Nasc.Sena disse...
Seja bem vinda !!!
 
 
 

Novidade : Click no botão abaixo...

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço