Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!

Maria Elisabeth Coimbra Carvalho
  • Feminino
  • Paragominas / Pará
  • Brasil
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos

Fãs do trabalho de Maria Elisabeth Coimbra Carvalho

  • Maria Jeremias
  • Luiz Gilberto Neves Tapada
  • Eduardus Poeta
  • Rubens Jardim
  • JUNIOR OMNI
  • Marcia Mattoso
  • Simone Ferreira Barreto
  • Elio Bittencourt Moreira
  • Áurea de Luz
  • RONALDO BALBACCH
  • FLÁVIO CAMPOS SARTORI
  • Sidnei Piedade
  • Ricky Bar
  • Laffay
  • Marcio Marcelo do Nasc.Sena

Música

Carregando...

Presentes recebidos

Presente

Maria Elisabeth Coimbra Carvalho ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Maria Elisabeth Coimbra Carvalho

MEU LAMENTO

Não é mais nenhuma surpresa a minha tristeza e a minha falta de vontade de continuar..., hoje por excelência estou enfrentando mais um desses momentos que parecem eternos. Questionamentos sem nenhuma resposta que convença, olho para a vida e sinto como se o futuro não existisse, o passado pesa de saudades e recordações, e o presente é vago, inseguro, solitário cheio de dúvidas.
Questiono minha existência, meu prazo de validade, tenho valores que não se usam mais, não concordo com que estão fazendo com o mundo de uma maneira geral, já estamos presenciando coisas horríveis acontecendo e não se toma nenhuma providência, continuam apenas destruindo.
Me sinto como se não fizesse parte disso tudo, estou alheia, fora, falo baixinho e só escuto meu pranto, grito...reclamo, e continuo só ouvido baixinho o meu pranto, é tanto barulho que ninguém ouve ninguém apenas as futilidades se destacam nesse mundo fútil cheio de controvérsias.
Não tenho a solução para o mundo, meu pedido de socorro fica perdido no emaranhado de cada um por si e Deus por todos. Ah! ainda bem que tem Deus, tento segurar em suas mãos, mais são bilhões de mãos tentando a mesma coisa, as vezes escapo e caio no lodo da desolação.

BethCoimbra

Caixa de Recados (19 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Às 7:56 em 21 setembro 2016, Maria Elisabeth Coimbra Carvalho disse...
Eu quero contribuir, estou aqui desde o início , mas por favor me diga como , estou entrando só pelo celular e nao estou conseguindo fazer nada , aguardo instruções , obrigada
Às 9:12 em 31 dezembro 2012, Laffay disse...

Feliz 2013

Às 7:47 em 10 julho 2009,
Autor
LUIZ ALBERTO MACHADO
disse...
DESEJO

Letra & música de Luiz Alberto Machado

Quero ficar no seu coração
E assim poder sonhar
Toda aventura que pintar da emoção
Todo fervura que brotar da sua mão
Para iluminar a reticência que aprumou a minha vida
E um dia ser feliz e nada mais
Quero ficar no seu coração
E assim me agasalhar
Do frio impune que semeia a solidão
E feito imune repetir a sensação
Que vai para lua na volúpia mais fervida
E um dia ser feliz e nada mais
E quando o jeito de você virar absoluta adoração
Será o véu perfeito e a ternura abraçará minha ilusão
Quero o meu destino a confundir-se com o seu
E sermos um, o que a sina prometeu
E o que sobrar de nós será um ninho verdadeiro
E um dia ser feliz e nada mais

©Luiz Alberto Machado. Direitos reservados. In: Primeira reunião. Recife: Bagaço, 1992.
www.luizalbertomachado.com.br
Esta canção está na Garagem do Domingão do Faustão. Para conferir e votar é só acessar;
http://domingaodofaustao.globo.com/Domingao/Garagemdofaustao/0,,16989-p-V1065104,00.html
Às 18:48 em 26 abril 2009,
Autor
RONALDO BALBACCH
disse...

AMO-TE Ó... MULHER!

(Declaração de amor)

Amo-te ó mulher, tão meiga e falaz...
Ora mar em alvoroço, ora calmo lago,
Pleno de amor e paz!
Amo-te! Olhas para o meu verso de gratidão,
Com carícias de amor, através do meu coração!

Ó terra fértil, quente e boa...
Amo o teu olhar que acolhe a vida,
Ave que suavemente voa...
Pelo espaço do céu imenso, mas infinito!
Ó mulher, minha flor colorida...
Meus sonhos contigo não são finitos...

Dá ao teu amor sempre ávido o teu ouro,
Tudo o que possuis, ó mulher, de precioso e caro,
É teu nobre tesouro...
Mas feliz tu quando assim se deleita
Porque conheces, eu sei que o amor é teu amparo...
Tua alegria, paz, perfeita...

Dou-me aos teus amáveis sonhos...
As tuas belas ilusões, de amor e de ventura...
Dos amáveis instantes risonhos...
O doce fruto que ofereces nem a todos alcanças...
Somente o amante te convence... e em ti perdura,
Sequer gostas de promessas, nem quer esperanças...

Há desejos que compõem sinfonias...
Torna plena a inspiração do poeta sorrindo,
Que em tudo te admiras...
De este o sorrir, ao teu desabrochar em flor,
É sempre encanto, ó mulher, se abrindo...
Sempre iluminada pelo amor...

Com sensualidade guardas a tua nudez...
A musa que era o encanto do poeta outrora,
Brilhas com perfeita lucidez...
Brotam no rosto, desejos e sorriso...
A mão que acaricia é a mesma que te apavora...
Ó mulher como estas distante, ainda do meu paraíso!

Mas amo-te... porque tua imagem faz-me viajar,
Mulher deliciosa, tu vives para aquecer, qual o sol,
Dás amor para sempre amar...,
Nutri-me da seiva e me dá acalento!
Dão vida a minha vida, sonhos no lençol,
Alimentas meu parco sentimento...

À noite, meu amor por ti clama com humildade...
Pensando em ti, assim, passo os dias no tormento,
Em busca do teu precioso sol...
Perdoa ó mulher tanta saudade...
Porque tenho sonho com tão belo momento!
Pequena é a vida ante a este amor cheio de imortalidade...

Amo-te ó mulher, tão meiga e falaz...
Ora mar em alvoroço, ora calmo lago,
Pleno de amor e paz!
Amo-te! Olha o meu verso de gratidão,
Com carícias de amor, através do meu coração!

Ronaldo Balbacch

São Paulo-SP, 26 de abril de 2009

(Séries poesias "Declaração de amor")
Às 14:36 em 26 abril 2009,
Autor
RONALDO BALBACCH
disse...


(SÉRIES PENSAMENTOS)
Às 21:54 em 25 abril 2009,
Autor
RONALDO BALBACCH
disse...


AO MEU AMOR!

Quero o teu olhar
Teu belo sorriso
Teus lábios beijar
Porque levam ao paraíso.

Quero tocar tua beleza
Sentir o teu calor
No teu ar de princesa
Bela deusa do amor...

Quero a paixão
Mais avassaladora
Que suporte o coração
Porque teu amor implora.

Ó encanto do dias meus,
Mulher dos sonhos dourados,
Há prazer e desejos nos seios teus
Fada que faz os dias encantados.

Quero percorrer tuas curvas, belas
Viajar no teu corpo sedutor
Para chegar às estrelas...
Na hora que contigo fizer amor.

No mais sublime ato de amar
Quero, prazer, gozos, o tesão,
Para o meu amor te entregar
Do mais intimo do meu coração.

Ronaldo Balbacch

São Paulo, SP, 25 de abril de 2009.
Às 10:56 em 12 abril 2009,
Autor
RONALDO BALBACCH
disse...

A PÁSCOA

Há uma coroa de espinhos
Há lagrimas que se misturam ao sangue
Há uma dor profunda
Há chagas que sangram...
Há um céu escuro, só para castigar.
Há trevas e sofrimento neste dia...
Há um ser pregado na cruz!
Há o cheiro da morte no ar.
Há uma ressurreição
Há uma nova vida
Há um ser que brilha no alto!
Há a vitória sobre a morte
Há a vitória sobre a dor
Há um céu azulado, lindo.
Há um céu estrelado
Há o recomeço da vida
Há novas esperanças
Há um novo mundo para se construir
Há uma nova vida que conspira pela paz e o amor!

Ronaldo Balbacch

São Paulo, 12 de abril de 2009.

(séries mensagens de Páscoa)

<“
AMIGAS(OS)

Que a Páscoa seja a renovação
de suas vidas para sempre
acreditar que o amor
é a força maior”.

Feliz Páscoa!
Muita luz, paz e amor.

Sinceros votos do amigo

Ronaldo Balbacch.

São Paulo, 12 de abril de 2009
(séries mensagens amizade)
Às 11:56 em 2 abril 2009,
Autor
RONALDO BALBACCH
disse...

LEMBRANÇAS DE UM AMOR

Não quero me sentir como as flores
Jogadas ao vento...
Não quero lembrar os amores
Porque trazem sofrimentos.

Quero amar ao sabor do mar
Navegar na pele nua...
No corpo naufragar
Imerso no desejo que insinua.

Leve e solto tal qual uma ave
Que flutua pelo ar.
À noite o amor se faz suave
Na cintilante luz do luar.

Lembranças da bela criatura!
Tortura para o coração.
Porque brotam desejos sem censura,
E no belo corpo o prazer e sedução.

Extasiado vivo a contemplar
A foto de tão belo monumento
Porém distante... vive... a vagar...
A relíquia que deixou amor e sentimento.

Não quero me sentir como as flores
Jogadas ao vento...
Não quero lembrar os amores
Porque trazem sofrimentos.

Ronaldo Balbacch

São Paulo, SP, Brasil, 01 de abril de 2009
Às 12:16 em 1 abril 2009,
Autor
RONALDO BALBACCH
disse...

LEMBRANÇAS DE AMOR

Não quero me sentir como as flores
Jogadas ao vento...
Não quero lembrar os amores
Porque trazem sofrimento.

Quero amar ao sabor do mar
Navegar na pele nua...
No corpo naufragar
Imerso no desejo que insinua.

Leve e solto tal qual uma ave
Que flutua pelo ar.
À noite o amor se faz suave
Na cintilante luz do luar.

Lembranças da bela criatura!
Tortura para o coração.
Porque trás desejos sem censura,
E no belo corpo, prazer e sedução.

Extasiado vivo a contemplar
A foto de tão belo monumento
Porém distante... vive... a vagar...
A relíquia que deixou amor e sentimento.

Não quero me sentir como as flores
Jogadas ao vento...
Não quero lembrar os amores
Porque trazem sofrimento.

Ronaldo Balbacch

São Paulo, SP, Brasil, 01 de abril de 2009
Às 16:16 em 14 fevereiro 2009,
Autor
LUIZ ALBERTO MACHADO
disse...
Boa tarde, pessoalinda, tão bom encontrá-la por aqui. Saudando a sua presença eu trago um poeminha em canção procê.



Quem ama persegue o alcandor e segue adiante o alvo da paixão. Vai mais distante seja pra onde a flor desabrocha o amor no seu coração. Mantem a luta do que alcançou, a desfrutar para sempre o seu quinhão. Maior a dívida do seu penhor porque o amor é mútua condecoração. É o amor quem manda agora todo carisma como num prisma rolasse a hora do amor (O AMOR, letra e música de Luiz Alberto Machado).



Beijabrações, um maravilhoso final de semana procê & Tataritaritatá!!!!

www.luizalbertomachado.com.br

PS: Estou no Caldeirão do Huck e para votar em mim é só clicar http://www.8p.com.br/olhaminhabandadempb/luizalbertomachado/perfil
 
 
 

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

Contribua com o site doando qualquer valor

cod banco 001
Ag 3567-X
C\C 385077
Favorecido Marcio Marcelo do Nascimento Sena
CPF 248.914.048-50 .

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço