Olá meus Amigos e Amigas do Portal Poetas Independente é com muita alegria que a partir de agora todos os textos publicados em nosso site estão elegíveis para publicação bastando para isso indicar o link do texto no formulário em seu perfil para que seja analisando e caso seja aprovado publicado será mais uma etapa de nosso movimento que cresce a cada dia grato a todos




Autor
Elizaete Ribeiro
  • Feminino
  • São Paulo
  • Brasil
Compartilhar

Fãs do trabalho de Elizaete Ribeiro

  • Italo Vaz
  • carlos alexandre nascimento
  • Cláudia.
  • carlos henrique machado borges
  • Miguel Augusto Estevão Lopes
  • James Pinheiro da Silva
  • Jorge Augusto Menegotti
  • Alessandro Suzuki
  • Enide Santos
  • Henrique Silva
  • Marcos Hume
  • Rodrigo de Alcântara
  • Betilsa Soares da Rocha
  • Anísio Lana
  • Edson bento da silva lima

Música

Carregando...

Grupos de Elizaete Ribeiro

 

Página de Elizaete Ribeiro

Informações do Perfil

Apresente-se
MEUS OITO ANOS

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!
Como são belos os dias
Do despontar da existência!
— Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é — lago sereno,
O céu — um manto azulado,
O mundo — um sonho dourado,
A vida — um hino d'amor!
Que aurora, que sol, que vida,
Que noites de melodia
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar!
O céu bordado d'estrelas,
A terra de aromas cheia
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar!
Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã!
Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delícias
De minha mãe as carícias
E beijos de minha irmã!
Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
Da camisa aberta o peito,
— Pés descalços, braços nus
— Correndo pelas campinas
A roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!
Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas,
Brincava à beira do mar;
Rezava às Ave-Marias,
Achava o céu sempre lindo.
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar!
................................
Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
— Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras
Debaixo dos laranjais!

CASIMIRO DE ABREU
---------------------------------------------

Poetisa e escritora. Moro em São Paulo Capital.
Sou uma eterna criança apaixonada pela a vida!!! Eu não posso mudar o mundo e nem as pessoas, mas posso falar o que eu acho e sinto... Sou sensível, as vezes chorona... Elizaete Ribeiro: A essência.
Elizinha: A Apaixonada.
Zazá Olíver: A goratinha peralta.
Elizinha B612: Uma Ficção romântica.
Todas elas se resume em um único frasco, EU.
O que o motivou a criar sua pagina ?
O contato com o mundo literário
Deixe a URL de seu Site ou Blog ? Ficará visivel e se desejar divulgue o nosso link em seu Site ou Blog.
http://elizaete.wordpress.com
Como Conheceu o Beco ? (visível apenas administrador)
Através da Poetisa Patricia.

Desconhecido / Se Eu Morresse Amanhã

Tenho medo das noites solitárias

Elas me deixam a mercê da solidão

Tenho medo da solidão

Ela deixa sem ar o meu coração

Tenho medo do meu coração não suportar e faltar a respiração

Tenho medo do desconhecido Hoje é o meu pior inimigo

Tenho medo de dizer não E fazer sofrer o coração

Tenho medo deste castigo

Desta dor Desta imensidão

Não sei se posso continuar

Não sei se posso parar

 

Não sei se que caminho tomar

Observo a beleza

O vento

O som

Tanta tristeza

Afoga a delicadeza

Te admirar

De perto ou de longe

De qualquer lugar

Vejo a felicidade como um aceno

Pálida como passamento

Tenho medo das vaias

Daqueles que nunca sonhou

Tenho medo dos sonhos que a infelicidade frustrou

Tenho medo das palavras de amor

Cega por elas

 

O caminho desviou

 

Aonde vou?

Que o medo disperse com o vento

E traga o som do momento

Que é ter o teu amor

 

Se Eu Morresse Amanhã (Álvares Azevedo)

Se eu morresse amanhã, viria ao menos
Fechar meus olhos minha triste irmã,
Minha mãe de saudades morreria
Se eu morresse amanhã!
Quanta glória pressinto em meu futuro!
Que aurora de porvir e que manhã!
Eu perdera chorando essas coroas
Se eu morresse amanhã!
Que sol! que céu azul! que doce n’alva
Acorda ti natureza mais louçã!
Não me batera tanto amor no peito
Se eu morresse amanhã!
Mas essa dor da vida que devora
A ânsia de glória, o dolorido afã...
A dor no peito emudecera ao menos
Se eu morresse amanhã!

 

 

Fotos de Elizaete Ribeiro

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Ver Todos

Vídeos de Elizaete Ribeiro

  • Adicionar vídeo
  • Ver Todos

Blog de Elizaete Ribeiro

Eu Aprendi

Eu aprendi que certas roupas nos envelhecem que certos gestos nos condenam

Eu aprendi que esperar nem sempre vale à pena.



Eu aprendi que olhar para trás nem sempre serve de remédio e que o Tempo não cura feridas, apenas ameniza a…

Leia Mais

Postado em 25 maio 2013 às 16:18 — 1 Comentário

Cresci Com Os Obstáculos

Postado em 7 janeiro 2012 às 9:09

A Cópia Perfeita da Fé

A Cópia Perfeita da Fé…

Leia Mais

Postado em 17 dezembro 2011 às 8:59 — 1 Comentário

Antologia “Do Princípio ao Fim”:

Antologia “Do Princípio ao Fim”:

Informações:
Ainda estamos recebendo textos para a Antologia de Contos e Crônicas "Do Princípio ao Fim", atingindo o número de página as inscrições serão encerradas dia 30 de novembro de 2011.

Tire o seu texto da gaveta e participe antes que o Tempo se esgote.
E-mails para envio de textos ou tirar dúvidas: elizaeterib@hotmail.com / obrasliterariasbeco@hotmail.com

Elizaete Ribeiro / Rossandro Laurindo
Organizadores

Postado em 25 novembro 2011 às 21:00

Caixa de Recados (300 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Às 1:21 em 29 janeiro 2014,
Autor
Italo Vaz
disse...

Olá! Gostaria de convida-la a acessar minha página http://limboetabacaria.blogspot.com.br/ 

OBRIGADO

Em 3:25pm on janeiro 15, 2014, Wassia_Romy deu para Elizaete Ribeiro um presente...
Autor
Às 19:30 em 20 novembro 2013,
Autor
Rodrigo de Alcântara
disse...

"""DOWNLOAD GRATUITO DO MEU LIVRO
2ª EDIÇÃO"""

http://www.4shared.com/rar/zR8em-NL/Canes_Poemas_E_Hum_Soneto__Ebo.html

Às 0:25 em 12 agosto 2013,
Autor
Guilherme Oliani
disse...

Obrigado!

Às 20:49 em 10 fevereiro 2013,
Autor
jorge luiz pirola gomes
disse...

VENCER UM AMOR

HOJE UMA MUSICA QUE
TOCAVA EM ALGUM LUGAR
FEZ-ME LEMBRAR DE VOCE.
COM CERTEZA EU ACHAVA 
QUE JA TINHA TI ESQUECIDO, 
MAS AQUELA MELODIA PENETROU
EM MINHA MENTE E FEZ UM
VERDADEIRO ESTRAGO EM MIM.
QUIS SER FORTE, LUTAR CONRA
ESSES PENSAMENTOS, MAS TORNEI-ME
UMA PRESA MAIS FACIL AINDA.
E COMO VI QUE NÃO ADIANTAVA NADA
EU LUTAR. POIS EU ESTAVA LUTANDO EM
VÃO, DEIXEI ME DOMINAR POR ESSES
PENSAMENTOS DE VOCE, E FUI 
SENDO LEVADO PELO MEU PENSAMENTO
POR UM MUNDO, QUE EU TANTO
SONHEI PRA NÓS DOIS...
MAS ESSE MUNDO FOI SÓ MEU, E
CHAMAIS SAIU DO MEU PENSAMENTO...
AH, A SAUDADE É UMA ESTRANHA, QUE
NOS FAZ SER VENCIDO, MESMO SABENDO,
QUE NÃO QUEREMOS VENCER...

PIROLA.

Às 12:46 em 18 janeiro 2013,
Autor
nildo ferreira rezende
disse...

obrigado por ter lembrado do meu niver. fiquei feliz........

Às 18:09 em 19 setembro 2012,
Autor
James Pinheiro da Silva
disse...

Obrigado!! to perdidinho aqui no site, mas eu acabo me familiarizando...rs bjs

Às 19:37 em 17 setembro 2012,
Autor
severino gomes da silva
disse...

Obrigado por sua gentileza e uma boa semana.

Às 1:35 em 6 julho 2012,
Autor
Rodrigo de Alcântara
disse...

""""""DOWNLOAD GRATUITO DO MEU LIVRO""""""

http://cphsebook.blogspot.com.br/

Em 10:46pm on março 28, 2012, maria aparecida pessoa deu para Elizaete Ribeiro um presente...
Autor
Presente
uma linda noite pra ti
 
 
 

Antologias (impressas) Abertas participe gratis






Novidade - Publicar seu texto em Antologia Gratis

Caros Amigos e Amigas do Beco dos Poetas \ Poetas Independente venho participar um projeto que a muito idealizávamos publicarmos gratuitamente nossos autores com essa ideia iniciamos o projeto meus poemas uma nova plataforma e com a adesão de 50 Autores que produziram perto de 700 textos elaboramos quatro antologias gratuitamente e já estamos selecionando novos textos queremos vocês conosco nessa nova etapa precisamos criar sua pagina na rede www.meuspoemas.com.br para que nos envie seus textos informações antologia@becodospoetas.com.br ac\ Maria Jeremias assunta criar perfil meus poemas

Este site é gerenciado pelos administradores e mantido por seu membros muito obrigado por sua colaboração !

Ajude a manter o site em funcionamento faça uma doação de qualquer valor
.

Ou se preferir torne-se um assinante permanente contribuindo anualmente com o valor de R$15,00

Assine : R$15,00 - Anualmente


Prefiro ser um Assinante Mensal

© 2017   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço