Poetas Independentes

Publicando idéias...realizando sonhos !!!


Autor
Bruna Almeida
  • Feminino
Compartilhar

Fãs do trabalho de Bruna Almeida

  • Vilmar  Pirituma
  • Carlos Galdino
  • Alexia Liz Aguiar
  • elabora textos
  • Eduardo Samuel Ferreira
  • Alexsander Martins
  • Marcio Marcelo do Nasc.Sena

Música

Carregando...

Presentes recebidos

Presente

Bruna Almeida ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Bruna Almeida

Informações do Perfil

Apresente-se
Sobre mim? Solta pelo mundo desde os tempos mais antigos, até os mais atuais... Abracei minha loucura antes que fosse tarde. É ela que rege minha constante luta entre a razão e a emoção, entre os doces e amargos que a vida me oferece!
Publicitária, Canceriana da cabeça aos pés, dona de um instinto boêmio e um coração cretino.
O que o motivou a criar sua pagina ?
A necessidade de contar aos demais o que penso durante meus devaneios
Deixe a URL de seu Site ou Blog ? Ficará visivel e se desejar divulgue o nosso link em seu Site ou Blog.
http://escritora-de-botequim.blogspot.com.br/
Como Conheceu o Beco ? (visível apenas administrador)
Através de pesquisas na internet

Blog de Bruna Almeida

Perdoe o transtorno, mas sou uma pessoa em construção.

Ouça o que diz a sua alma! Desacelere sua vida, deixe que o instinto mais puro te mostre a estrada que deve seguir. Quem tem fé sabe que não está sozinho nunca!  
Não importa se o mundo está caindo aos pedaços lá fora, com tanto que não caia dentro de ti. Quando a fé aumenta, de alguma forma a vida vai se ajeitando.
Se você sempre esperar até ter certeza ou a aprovação de todos para fazer as coisas, certamente não vai fazer nada, a vida é cheia de obstáculos. É…
Leia Mais

Postado em 21 abril 2016 às 14:18

Gratidão

Arrumando as malas para a próxima viagem pensei sobre o que colocaria dentro dela.

Talvez, se externalizasse o questionamento, alguns me responderiam para levar roupas leves e confortáveis para o verão ou talvez as mais novas e mais bonitas que tenho no meu guarda roupa.

No entanto eu já tinha resolvido que tipo de bagagem estou disposta a carregar.

Peguei a maior mala que encontrei e comecei abrir as gavetas. Enquanto separava algumas coisas, comecei lembrar de como esses dias… Leia Mais

Postado em 26 dezembro 2015 às 18:46

Dor x Saudade (Sim, esse texto tem nome e sobrenome)

"Machucar o dedo na porta do carro dói? Claro que dói! Bater com a cara na parede porque não viu a coluna na tua frente também dói. (Sempre faço isso)

Um tapa independente de onde seja dói, brincar de "lutinha" com a sua irmã e levar um pontapé dói muito. Torcer o pé? Dói pra caralho! E bater a cabeça na quina da mesa? Dói também. São tantas coisa que nos fazem sentir dor.
Mas o que nos faz sentir a dor mais…
Leia Mais

Postado em 29 novembro 2015 às 19:10

Quem Nunca?

Quem nunca cogitou a possibilidade de morar em uma ilha deserta? Quem nunca quis ter a segurança que uma bolhar oferece e morar dentro dela também? 

Quem nunca sentiu vontade de desaparecer, sumir do mapa? Vontade de jogar tudo pro alto, desistir de tudo e até mesmo desistir de viver!

Quem nunca teve um sentimento de impotência diante de uma situção que fugiu do controle? 

Quem nunca pensou em mudar de cidade pra esquecer dos problemas, começar…
Leia Mais

Postado em 29 novembro 2015 às 19:07

Caixa de Recados (3 comentários)

Você precisa ser um membro de Poetas Independentes para adicionar comentários!

Entrar em Poetas Independentes

Às 17:06 em 9 dezembro 2015,
Autor
Vilmar Pirituma
disse...

Às 17:19 em 8 dezembro 2015,
Autor
Vilmar Pirituma
disse...

BRUNA, UM MIMO PARA VC...BJUS

SER LUZ  DESSE SEU VAZIO, DESSA SUA ESCURIDÃO

Poema Vilmar Pirituma.

Esse quente pranto que tanto me lava a paixão 

No vazio desse frio intenso que vem do seu coração,

 Quero em ternura, ser a loucura que te traz emoção...

Fazer do simples o mais belo, construir lapide, onde te selo,

 De outra parte, construir castelo, o mais belo e te fazer doação.

 

Da sua brilhante mente poder ser a tranquilidade, quebrar tabus,

Fazer da morte diamante, reler e entregar a própria sorte passados nus.

Explodir em migalhas, tantas falhas, cativar sua lida alma onde se finda traumas.

Espirito aquietado, em grito alado amarmos e sermos amados de corpos e almas.

 

De preto e rendas, capa de lilás, te fazer prenda onde me arremeto

 A tudo que te apraz, quero ser condutor de paz se eu for capaz para

 Ser brilho, para ser também trilho que reluz, ser luz dessa sua escuridão

Deixar de lado a estranheza, cultivar alegrias e essa sua beleza em mansidão.

Às 16:18 em 16 setembro 2015, Marcio Marcelo do Nasc.Sena disse...
Seja Bem Vinda !!!
 
 
 

Copie e Cole em Seu Blog

Carregando...

© 2018   Criado por Marcio Marcelo do Nasc.Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço